Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Noticias 2017 Outubro Traipuense lança livro de poesias na VIII Bienal Internacional do Livro de Alagoas
02/10/2017 - 10h39m

Traipuense lança livro de poesias na VIII Bienal Internacional do Livro de Alagoas

“Pausas Corrompidas”, do escritor Igor Machado, é um dos destaques na programação de lançamentos stand da Imprensa Oficial Graciliano Ramos

Traipuense lança livro de poesias na VIII Bienal Internacional do Livro de Alagoas

Repleto de poesias e boas páginas, o livro tem pretensão de colocar o leitor em um momento de reflexão come ele mesmo e, sobretudo, com as coisas que estão ao seu redor (Foto de Minne Santos)

Texto de Igor Gouveia

Retratar os vazios corrompidos existentes no dinamismo da vida cotidiana e se permitir pausar no meio disso tudo. É exatamente sobre esses temas que Igor Machado, autor alagoano novato no mundo das letras, lançou, durante a 8ª edição da Bienal Internacional do Livro de Alagoas, o livro “Pausas Corrompidas”, assinado pela editora Imprensa Oficial Graciliano Ramos.

Vencedor de um dos editais de incentivo a novos autores publicados pela Graciliano no ano passado, o autor, apesar de já ter contato com a arte por meio da música, conta que colocar no papel seus pensamentos foi uma experiência transformadora. Junto com mais outros 19 lançamentos, a obra de Igor Machado faz parte da extensa programação da editora na oitava edição da Bienal, que está sendo realizada no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso.

“É uma satisfação inenarrável lançar meu primeiro livro neste momento. Afinal, fazer isso durante uma Bienal é algo muito importante e que dá muita emoção. Estar inserido nessa energia do universo da literatura me deixa sem palavras. E ser lançado justamente por uma editora local, que valoriza o autor da terra é, sem dúvidas, algo ainda mais valioso”, conta o escritor estreante.

Repleto de poesias e boas páginas, o livro tem a pretensão de colocar o leitor em um momento de reflexão come ele mesmo e, sobretudo, com as coisas que estão ao seu redor.  “Nesse mundo tão corrido, com tantas buzinas, com tanta falta de tempo, um momento de pausa é necessário para a gente poder se reconectar mais com a gente. Só que essas pausas nunca vêm por elas mesmas, elas sempre são corrompidas por alguma coisa - seja por amores, desamores, amizades”, revela o autor que não nega a relação do livro com a música e os sons que, diariamente, permeiam o cotidiano.

Editais e lançamentos

Assim como o “Pausas Corrompidas”, outros títulos que foram selecionados na última edição do Edital de Obras Literárias, lançado pelo Governo de Alagoas, por meio da Imprensa Oficial Graciliano Ramos, também estão sendo lançados diariamente na Bienal de Alagoas.

“De maneira geral, todos esses autores foram selecionados a partir de editais públicos promovidos pela Imprensa Oficial Graciliano Ramos, cujos processos seletivos têm como base a transparência e o acesso democrático. É, sem dúvidas, um momento muito importante não só para eles, mas para todos nós que fazemos parte da editora”, conta o diretor-presidente da Graciliano, Dagoberto Omena.

Para conferir a programação completa de lançamentos, basta acessar o site oficial da Imprensa Oficial Graciliano Ramos (www.imprensaoficialal.com.br) ou visitar o stand da editora na Bienal. 

 

Ações do documento