Notícia

PLANEJAMENTO, GESTÃO E PATRIMÔNIO

Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio
Segunda, 05 Agosto 2019 17:35
REFORÇO

Governador anuncia concursos para as Polícias Civil, Militar e agente penitenciário

Segundo Renan Filho, ainda neste segundo semestre, o Estado pretende lançar edital para o concurso público que terá vagas para agentes e delegados

Anúncio foi feito durante entrevista coletiva no Salão de Despachos do Palácio República dos Palmares Anúncio foi feito durante entrevista coletiva no Salão de Despachos do Palácio República dos Palmares (Foto: Márcio Ferreira)
Texto de Severino Carvalho

O governador Renan Filho anunciou, nesta segunda-feira (5), durante entrevista coletiva no Salão de Despachos do Palácio República dos Palmares, a realização de concurso público destinado a agentes penitenciários e para as polícias Civil e Militar. “Com isso, vamos ampliar programas fundamentais da Segurança Pública, a exemplo do Força Tarefa, e colocar mais policiais nas ruas”, afirmou o governador.

Renan Filho anunciou que, até o início do próximo ano, o Governo do Estado vai lançar edital para realização de concurso público destinado ao preenchimento de 500 vagas destinadas à Polícia Militar, logo após a conclusão do certame em curso e o chamamento da reserva técnica de 2006, este em cumprimento à decisão judicial.

Segundo Renan Filho, ainda neste segundo semestre, o Governo do Estado pretende lançar edital para o concurso público da Polícia Civil, que terá cerca de 300 vagas a agentes e 40 para delegados.   

“Com isso, vamos dar condição de manter viva a capacidade investigativa do Estado e continuar com os bons patamares de elucidação de crimes, quem sabe elevá-los. Essa é uma demanda da categoria, uma demanda da sociedade e o Estado está fazendo esforço fiscal e financeiro para atendê-la”, afirmou Renan Filho.

Também neste segundo semestre, a meta do Governo do Estado é lançar edital para realização de concurso público destinado a agentes penitenciários. O número de vagas ainda está sendo discutido.

“Estamos na fase final de elaboração do concurso para agentes penitenciários. Depois de alguns anos, voltaremos a fazer concurso para essa área”, revelou.

De acordo com Renan Filho, a realização de concursos públicos e o consequente reforço nos efetivos das forças policiais alagoanas vão garantir o prosseguimento das políticas públicas de segurança que tanto têm contribuído para a redução dos índices de violência no estado.

O governador recordou que na sexta-feira passada, o Estado inaugurou no município de Pilar o 20º Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), o segundo do tipo 2 em Alagoas.  “Nos próximos dias, vamos lançar o CISP de Rio Largo, de Coruripe, de Novo Lino, de Joaquim Gomes e seguiremos levando o fortalecimento do policiamento para o interior”, disse, citando que estão em fase de conclusão os Centros Integrados de Marechal Deodoro, São Sebastião e Maribondo.

“Essa é uma política que avança bastante e, por isso, vamos fazer novos concursos para aumentar o efetivo. Quero, até o final do ano, está com tudo pronto para começar a construir os Cisps do tipo III na capital, que vão integrar a Polícia Militar, a Civil, o Corpo de Bombeiros e a Perícia Oficial”, acrescentou.

Ele anunciou, também, que o Programa Ronda no Bairro será ampliado na capital e levado ao interior do estado. “Vamos, ainda, transformar a Patrulha Maria da Penha na Ronda Maria da Penha, criando, assim, as condições para elevar o efetivo no combate à violência contra a mulher”.